quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Vocês estão nos invadindo

Esta foi a frase que ouvi de um francês que se chama Nicolas e que já morou no Brasil por uns tempos.


Fui com uma amiga visitá-lo. Ele trabalha num arret, que é um ponto de parada. Ele tem 29 anos e trabalha lá fazendo um bico, dando informações para os pedestres. Após as apresentações, falamos que encontramos muitos brasileiros na cidade e outras coisas. A primeira coisa que ouvimos foi: Vocês estão nos invadindo.

Além de perplexa fiquei pensando: por que será que tenho a impressão que toda a Europa também pensa assim?

Uma das coisas que mais me deixa triste (além de trocar meu trabalho de professora no Brasil, por possivelmente por um do Mc Donalds), é que penso neste pensamento pequeno e sórdido dos franceses. Nós estrangeiros, aquecemos a economia, aprendemos a língua e cultura e a levamos a nosso país.  Mas não. A única coisa que eles pensam : por que esse monte de tupinambás estão aqui?

Confesso que mesmo tendo sido bem recebida (pelos estrangeiros, como eu) e mesmo em duas semanas, começo a pensar se realmente quero ficar aqui por bastante tempo. A Europa parece a nós, latinos, um sonho de consumo, algo tão bonito, como ser feliz para o resto da vida.  Mas quando nos deparamos com esse tipo de pensamento tão pequeno não tem como os olhos não se encherem de água e o coração apertar pequenininho.
 

2 comentários:

  1. Sabe, Gabi, eu me desiludi um pouco depois que morei na França ao ver que não é tudo lindo como pensamos. Percebi que uma boa parte dos franceses pensa pequenininho! Encontrei uma parcela bem grande de parisienses tão estressados e arrogantes quanto alguns paulistanos e acabei percebendo que isso acaba sendo normal: são duas cidades grandes, super movimentadas, cheias de gente perdida andando para lá e para cá (a diferença é que em Sampa são trabalhadores e em Paris, além de trabalhadores tem os turistas de todos os cantos do mundo). Mas não se desencante por completo: o velho mundo ainda tem muita coisa bonita para você ver e muita sabedoria para oferecer, você vai aprender muito durante esse tempo trabalhando em Mc Donalds, tanto quanto você aprende em sala de aula!
    Boa sorte, querida... E cuide-se bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Carol, nem me conte. Existem muitos franceses alma boa, mas a cultura é realmente de preconceito com os estrangeiros. Estou morando numa cidade universitária, como o Campus da USP, e por isso, sou muito acolhida pelos estudantes brasileiros e de outras partes do mundo que vem para cá. Já estou me acostumando um pouco e vale a experiencia! Voilà

      Excluir